Pergunte ao especialista

Esclareça aqui as suas dúvidas



tenho dificuldade em ejacular haverá tratamento?

A ejaculação retrógrada caracteriza-se pela ausência total ou parcial de emissão do ejaculado, devido ao insuficiente encerramento do esfíncter uretral interno. Devido a essa incompetência esfinteriana, o esperma passa da uretra posterior para o interior da bexiga. Permanece a sensação de orgasmo. A etiologia é frequentemente de origem psicológica, neurológica ou devido à ação medicamentosa.

Só um médico pode decidir qual o tratamento indicado para o seu caso. Consulte o seu Médico de Família ou um Urologista, de forma a obter o diagnóstico correto e o tratamento mais adequado ao seu quadro clínico




Os medicamentos para a depressão podem causar ejaculação precoce? (não apenas numa fase inicial, como referido pelo medico, mas sempre)

Os medicamentos para a depressão podem causar ejaculação precoce, mas também podem retardar a ejaculação. Podem ainda inibir o desejo sexual.




Boa tarde, eu sofro de EP, não sei qual o tipo. Gostava de me livrar deste problema, o que posso fazer?

A Ejaculação Prematura, tanto Crónica/Primária, como Adquirida/Secundária, é uma doença. Quando adquirida, a Ejaculação Prematura pode ser curada. Se o seu médico descobrir que a sua Ejaculação Prematura é realmente causada por outra doença, como, por exemplo, uma prostatite, a terapêutica com antibióticos irá resolver a inflamação com efeito positivo também na Ejaculação Prematura.

Na forma Primária de Ejaculação Prematura existem diversas opções que o médico pode prescrever. Deste modo, é necessário um médico para decidir qual o tratamento indicado para o seu caso.

Se suspeita que sofre de Ejaculação Prematura, deve perceber, antes de mais, que a Ejaculação Prematura é uma disfunção frequente, que precisa de tratamento e pode ser tratada. Evite tratá-la sozinho, uma vez que poderá ser ineficaz e perigoso.

Poderá obter mais informação nas diversas rubricas deste site, contudo deve procurar ajuda, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS), através do seu Médico de Família ou de uma consulta de especialidade de Andrologia ou Sexologia no Hospital da área de residência, desde que este tenha estas valências, ou em alternativa recorrer a uma consulta em regime convencionado ou privado.

As disfunções sexuais têm solução e o primeiro passo para a sua resolução é a procura de ajuda - dê o primeiro passo e assuma o controlo!

Faça o TESTE para diagnóstico da Ejaculação Prematura, imprima-o e leve-o consigo quando for à consulta.




tenho setenta e dois anos e sou diabético, e há mais ou menos um ano, deixei de ter ereção completa. será normal ou poder-se-há resolver? gostava de ter informação. cumprimentos e muito obrigado obrigado.

A disfunção erétil é definida como a incapacidade persistente de atingir e manter uma ereção suficiente que permita uma relação sexual satisfatória. Por outras palavras, quando a rigidez da ereção não é suficiente para permitir a penetração ou quando essa rigidez não se mantém até ao final da relação sexual.

Se suspeita que sofre de Disfunção Erétil, deve perceber, antes de mais, que apesar de ser uma disfunção benigna, a disfunção erétil pode afetar a saúde física e psicossocial e ter um impacto significativo na sua qualidade de vida e do casal. A Disfunção Erétil tem uma correlação direta com várias patologias frequentes. Além disso, estudos demonstram que a Disfunção Erétil pode ser uma manifestação precoce de doença vascular periférica ou de doença coronária, pelo que deve ser encarada não só como uma questão de qualidade de vida, mas também como um aviso potencial de doença cardiovascular.

Poderá obter mais informação nas diversas rubricas deste site, contudo deve procurar ajuda, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS), através do seu Médico de Família ou de uma consulta de especialidade de Andrologia ou Sexologia no Hospital da sua área de residência, desde que este tenha estas valências, ou em alternativa recorrer a uma consulta em regime convencionado ou privado.

As disfunções sexuais têm solução e o primeiro passo para a sua resolução é a procura de ajuda - dê o primeiro passo e assuma o controlo!

Faça o TESTE para diagnóstico da Disfunção Erétil, imprima-o e leve-o consigo quando for à consulta.




Gostaria da saber se para a ejaculação prematura exista um tratamento que possa fazer a só. Qual a especialidade que trata estes casos. Obrigado

Só um médico pode decidir qual o tratamento indicado para o seu caso. Se suspeita que sofre de Ejaculação Prematura, evite tratá-la sozinho, uma vez que poderá ser ineficaz e até perigoso. Consulte o seu Médico de Família ou um Urologista, de forma a obter o diagnóstico correto e o tratamento mais adequado ao seu quadro clínico. Saiba que existem soluções seguras e eficazes.

Faça o TESTE para diagnóstico da Ejaculação Prematura, imprima-o e leve-o consigo quando for à consulta.




Como posso tratar a ejaculacao permatura

A Ejaculação Prematura, tanto Crónica/Primária, como Adquirida/Secundária, é uma doença. Quando é Adquirida, a Ejaculação Prematura pode ser curada, mas deve ser o seu Médico a fazer o diagnóstico e a prescrever o tratamento mais adequado.

Se o seu médico descobrir que a sua Ejaculação Prematura é realmente causada por outra doença, como, por exemplo, uma prostatite, a terapêutica com antibióticos irá resolver a inflamação com efeito positivo também na Ejaculação Prematura. Na forma Primária de Ejaculação Prematura existem diversas opções que o médico pode prescrever.

Só um médico pode decidir qual o tratamento indicado para o seu caso. Se suspeita que sofre de Ejaculação Prematura, deve perceber, antes de mais, que a Ejaculação Prematura é uma disfunção frequente, que precisa de tratamento e pode ser tratada. Evite tratá-la sozinho, uma vez que poderá ser ineficaz e perigoso. Consulte um médico, de forma a obter o diagnóstico correto e o tratamento mais adequado ao seu quadro clínico. Existem soluções seguras e eficazes disponíveis.

Sugerimos que faça o TESTE para diagnóstico da Ejaculação Prematura, imprima-o e leve-o consigo quando for à consulta.




O consumo de álcool interfere no desempenho sexual?

O efeito do consumo de quantidades moderadas poderá potenciar uma ereção mais satisfatória e, pelo aumento da excitabilidade, poderia apressar a ejaculação; mas nesse caso não estamos dentro dos parâmetros da definição de Ejaculação Prematura, pois seria sempre uma situação passageira.

Se levarmos o raciocínio ao extremo, podemos admitir que um consumidor crónico de grandes quantidades de álcool poderá vir a ter uma neuropatia periférica, com consequências imprevisíveis ao nível da ejaculação.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




Um indivíduo diabético tem maior propensão a sofrer de Ejaculação Prematura?

À partida não existe uma relação entre a diabetes e a Ejaculação Prematura. Todavia, se considerarmos o quadro evolutivo da diabetes, na fase mais tardia, em que já se detetam alterações compatíveis com o aparecimento da neuropatia periférica, poderemos assistir, ao contrário, a uma dificuldade cada vez maior em chegar ao orgasmo e terminar mesmo pela sua impossibilidade. Teoricamente e especulando um pouco, numa fase em que se desenha menor capacidade para manter a ereção, o diabético, como qualquer outro homem, poderá ter tendência para acelerar a ejaculação. Neste caso, estaremos no entanto perante uma consequência lateral e sem significado etiopatológico da patologia.  

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




Um homem que tenha o hábito de se masturbar, nomeadamente de o fazer muito rápido, pode ter mais propensão a sofrer de Ejaculação Prematura?

Admite-se que essa prática possa ser responsável pela criação de um padrão deste tipo, mas não tenho conhecimento de qualquer referência a esta correlação, nem na literatura nem na prática clínica.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




A Disfunção Erétil e a Ejaculação Prematura estão relacionadas? A Disfunção Erétil pode provocar Ejaculação Prematura ou vice-versa?

Podemos dizer que as situações se confundem e cabe ao médico esclarecer. Assim, uma Ejaculação Prematura de longa duração vai acarretar prejuízos para a qualidade da ereção, por via da ansiedade que se instala. Por outro lado, é referido, na literatura médica, um "apressar inconsciente da ejaculação" quando o homem se apercebe que a ereção está a perder qualidade.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




A idade é um fator de risco para a Ejaculação Prematura?

Da minha experiência clínica, não julgo que a idade seja um fator de risco para a Ejaculação Prematura. Não obstante, está descrito um mecanismo relacionado com a sensação de perda de ereção (diminuição da rigidez), que pode levar inconscientemente ao acelerar do processo, tendo como consequência uma ejaculação mais rápida.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




A Ejaculação Prematura pode estar relacionada com uma mudança de parceira?

Em determinadas situações, pode surgir um quadro de Ejaculação Prematura com caráter mais ou menos passageiro e uma delas é relacionada com a mudança de parceira. Nesses casos, gera-se um quadro de ansiedade motivado pelo desejo de "parecer bem", de superação, de dar muito prazer.

Quanto mais se pensa nisso, mais provável é o desencadear do fenómeno, que só vai normalizar pela repetição e banalização do ato sexual com aquela pessoa. Essa acalmia dá-se espontaneamente, com paciência e compreensão, e não justifica tratamento. Também pode acontecer o fenómeno inverso e haver dificuldade em atingir o orgasmo ou mesmo inibi-lo; o significado é o mesmo.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




A frequência das relações sexuais influencia a ocorrência de situações de Ejaculação Prematura?

Se houver, ocasionalmente, um maior espaçamento das relações sexuais haverá naturalmente uma ejaculação mais precoce. No entanto, a Ejaculação Prematura implica um comportamento uniforme e de forma recorrente, podendo ocorrer desde sempre (é a denominada Ejaculação Prematura Primária) ou ter-se instalado em determinada fase da vida (a chamada Ejaculação Prematura Secundária).

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




O tamanho do pénis está relacionado com uma maior probabilidade de sofrer de Ejaculação Prematura?

Não. Não há qualquer relação entre o tamanho do pénis e a ocorrência de Ejaculação Prematura.

- Dr. Jorge Rocha Mendes, urologista




Acho que tenho disfunção eréctil. Posso automedicar-me?

A automedicação é geralmente inútil, ou mesmo perigosa e deve ser evitada, pois envolve muitos riscos. Mas, acima de tudo, evite obter um medicamento na internet em comerciantes não autorizados. Opte sempre por consultar o seu médico, que lhe recomendará a solução mais adequada ao seu caso.

 


Indique aqui as palavras-chave para facilitar a sua pesquisa: